segunda-feira, junho 04, 2007

Notícias Populares.

Ontem eu tava zapeando na TV. Aliás, às vezes eu me irrito comigo mesmo porque perco horas vendo tudo e não vendo nada ao mesmo tempo. Lá pelas tantas me deparei com uma das notícias mais surreais que já assisti num telejornal: um cara estava numa sessão de Piratas do Caribe III, no Cinemark do shopping Market Place, acompanhado da namorada. O sujeito saiu no meio da sessão e foi assaltar o cinema.

Fiquei imaginando as mais diversas situações envolvendo essa trama.

- Amor.

- Que foi

- Vou ao banheiro.

- Mas agora? Tá numa parte importante, segura mais um pouco.

- É número dois, amor. Vou demorar. Me conta o que aconteceu quando eu voltar.

- Tá bom. Dá beijinho aqui antes de ir.

E o cara sai pelos corredores do cinema em direção ao balcão.

Na verdade vamos parar a história porque eu tenho uma teoria de que tudo não passou de um terrível engano. Não é possível que alguém levaria a namorada pra pegar um cineminha com um berro na cintura pra assaltar o cinema.

Pra mim aconteceu o seguinte:

O cara foi no banheiro. Alarme falso. Gases. Soltou uns puns e tudo bem. Quando voltava pra sala, passou pela lanchonete e pensou em fazer uma surpresa pra namorada: “Vou comprar uma pipoquinha e um guaraná”.

- Pois não senhor?

- Oi, eu queria uma pipoca e um refri.

- Pipoca grande, senhor?

- É, pode ser da grande.

- Qual o refrigerante, por favor?

- Guaraná. Diet. Não, diet não porque ela insana vai achar que eu tô chamando ela de gorda. Normal mesmo.

- Mais alguma coisa?

- Me vê um Mentex.

- ...

- ...

- São vinte e sete reais e quarenta e cinco centavos.

- Mas isso é um assalto!

- Mão na cabeça vagabundo!

- Não pera aí, eu só tô comprando pipoca.

- Cala boca meliante, a casa caiu procê mano. (no rádio) QAP, copia? Tentativa de assalto na lanchonete.

- Mas eu só...

- Cala boca mano.

- Mas eu...

Num momento de distração o rapaz consegui fugir e voltar pra sessão de cinema. Todo suado. Sem a pipoca e o refrigerante.

- Oi amor, demorou.

- Pois é.

- Nossa mozão, você tá suado.

- Ah querida, foi aquela feijoada que a sua mãe fez.

- O filme já tá quase no fim.

Quando acabou a sessão, a polícia cercou todas as saídas do cinema pra prender o sujeito. Pegaram e ele acabou confessando. Contrariando toda a minha teoria. Droga.

Agora imagina você indo no cinema com alguém. Esse alguém se ausenta por um tempo. Na saída da sessão você nota que a swat tá lá fora. Pensa que é alguma distribuição de brinde de algum filme novo do Bruce Willis. Vai contente achando que vai ganhar um sachê de shampoo ou um polenguinho de azeitona mas, ao contrário disso, prendem teu acompanhante. A visitinha ao reservado na verdade era um assalto que ele resolveu fazer pra levantar um extra.

Isso sim é que é amor bandido.

15 Comments:

Blogger Fabi said...

Acho que vou começar a ir ao cinema sozinha.

8:43 AM

 
Anonymous érica said...

hahaha...muito bom!
Vai entender, onde esse mundo vai chegar!

8:55 AM

 
Blogger Rodolfo Barreto said...

Eu nem sei por onde começar o comentário. Vou fazer igual o Tarantino: jogo tudo aí e você vai encaixando na sua cabeça.

Parte 4)
A polícia federal ainda vai descobrir um cartel feito pelos vendedores de pipoca no cinema. Eles só estão definindo se o nome da ação será Salgada ou Doce.

Parte 2)
É fundamental saber que filme o sujeito estava vendo para encontrar o porque da iniciativa. Se for High School Music, ele está absolvido.

Parte 7)
Depois dessa eu vou olhar minha poltrona na hora de sentar. Vai que eu encontro uma seringa infectada.

Parte 1)
O que ele gritou na hora do assalto? Já que o comentário começou falando do Tarantino, lembre de uma cena do Pulp Fiction onde gritam "Everybody Cool, it´s a robbery". É a minha preferida. Não foi isso que ele disse? Então corta e faz de novo. Anda, larga essa arma e não reclama.

9:51 AM

 
Blogger mc said...

Seu post está sensacional, mas a história é mesmo trágica. Li hj no jornal que o cara vestiu uma roupa em cima da outra pra não ser reconhecido...

10:05 AM

 
Blogger Chirla said...

Ai ai ai viu, esses cinemarks da vida...

Eu já presenciei uma situação tão estranha quanto essa. E foi em um cinemark tbm. Só que foi no do shopping tatuapé (Ai, essa ZL...!) O post eu tava guardando para um momento propício. Acho que chegou rsrsrs!!

Mas, falando sobre esse caso aí, só um cara mui estúpido pra achar que ia dar certo. O cinemark é uma rede grande (o que a faz ruim e carésima) de cinema, dentro de um shopping cheio de câmeras e segurança. Vai entender, viu....

10:43 AM

 
Blogger Tati said...

Bonny and Clyde.....

11:26 AM

 
Anonymous Anônimo said...

"matou o vigia e foi ao cinema.."
Caia

12:48 PM

 
Blogger Gastón said...

Fabi,se te convidarem pra um cineminha, exige antecedentes criminais antes de aceitar.

érica, não é? surrealíssima essa história toda.

Rods, eu nem sei por onde começar o comentário do comentário ;0) Tá mais pra David Lynch do que pra Tarantino.

Rânei, fora que ele matou um vigia...

Chirla, o cara foi uma anta. Agora escreve esse post aí que eu fiquei curioso.

Tati, tá mais pra "Os Trapalhões" ;0)

Caia, trágico isso né? Caramba. daqui a pouco bota, detector de metal no cinema tb.

1:56 PM

 
Blogger Andorinha... said...

Chega a ser ridículo mesmo. Mas no meio tempo, o cara ainda trocou as calças e lavou a mão suja de sangue, pero no mucho, porque ainda havia um molhinho vermelho em suas mãos.

Isso, no meio do Piratas do Caribe, hein!?

E pensar que pensei em ir a este shopping no sábado pra ver este filme.

Meu anjo da guarda anda de plantão. E eu, apesar de atordoada, ainda consigo captar suas mensagens. Ufa...

Beijos

6:41 PM

 
Blogger MH said...

peraê, foi ao cinema com a namorada, fez um assalto, matou o vigia...??? eu, hein!

7:55 PM

 
Blogger Garota do Zippo said...

Ah, conta outra vai. Essa história de "um sujeito X tava no cinema, quando..." não cola gastón!
Quem foi ver, na verdade, esse tal filme nesse fim de semana? Hein, hein?
Ato falho! Te peguei!

ps: eu já sei a história da Chirla, na íntegra =P

8:31 PM

 
Blogger Gastón said...

Andorinha, eu fui no domingo. Já sabendo do acontecido. Mas um raio não cai 2 vezes no mesmo lugar.

Viu só beibe? Será que ele pagou o cinema pra namorada?

Garota, vc me desmascarou. Foi mal gente, eu só queria uma pipoca, só isso. Droga viu, sem privacidade essa vida... :0P

11:30 PM

 
Blogger Leonardo said...

Olha, demorou pra acreditar que isso realmente tinha acontecido, mesmo vendo no jornal.

Notícia trágica + boas doses de sarcasmo = Post perfeito.

Muito bom, Gasta.

Abraços.

12:38 AM

 
Blogger mc said...

Garota, TE GARANTO que o Gastón não matou ninguém no cinema esse final de semana, pq ele não comprou pipoca nem levantou pra ir no banheiro no meio do filme. Hm, se bem que levantou antes de começar...

RANEI, DID YOU DO IT?

1:42 PM

 
Blogger Gastón said...

leo, obrigado ;0) Pois é cara, não podia deixar de tirar uma onda com algo tão surreal, mas foi trágico. E podia ter dado uma merda muito maior com o tiroteio dentro do cinema.

Rânei, não fui eu. Eu fui no banheiro antes e demorei mais porque eu sempre lavo a mão. Só isso.

1:45 PM

 

Postar um comentário

<< Home

 
web site hit counter