terça-feira, janeiro 30, 2007

Pedala gordinho!

E lá está nosso herói Gastón na academia de ginástica, pronto para fazer o exame médico.

Pois é, tô há quase um mês naquela joça mas, como metade da população do mundo resolveu começar academia em janeiro, só deu pra marcar esse negócio pra hoje mesmo.

- Seu Gastón, tira a camisa.

Tirei. E o cara veio com aquela maquininha de aparar barba. E me fez uns buracos nos pêlos do peito.

Imaginou só um gordinho com 3 buracos no peito? Bola de boliche.

Você vai lá na maior boa vontade, paga (o dinheiro e o mico) e o cara te deixa que nem um puddle que fugiu do pet shop? Meu peito tá parecendo a Rua Javari*. Com chuva e depois do jogo. E o que demora pra crescer esse treco?

Bom, depois de me deixar com visual lunar, o cara colou um monte de adesivos pra encaixar os eletrodos. No total tinham uns 10 fiozinhos daqueles colados em mim. E eles acham que me enganam dizendo que os fios são pra te monitorar? Aquilo é pra você não fugir que eu sei.

Subi na bicicleta ergométrica e fiquei pronto pra sessão de tortura com direito a medição de performance lastimável.

Pedalei 8 minutos com aumentos de carga a cada 2. Nos últimos minutos eu tava arrastando dois porta- aviões com as pernas. Resisti bravamente até o final, embora minha língua quase tenha prendido no pedal da bicicleta.

Os joelhos ficaram meio bambas. Mas com o coração tudo em ordem. Com a pressão também.

E amanhã tem o teste físico.

Aguardem.


*Estádio de futebol do Juventus da Moóca.

13 Comments:

Anonymous Anônimo said...

HAHAHAHAHAHAHAHA!!! A bola de boliche foi momento de pura inspiração!!!

Eu me solidarizo 100%. Apesar de não ter propriamente problemas com peso, sempre tiro 0 nas minhas avaliações físicas: zero de flexibilidade, zero de força, zero de capacidade aeróbica... só a ioga está me salvando!

Beijo,
Cris

11:03 PM

 
Anonymous tati said...

força gasta! não sabia agora e teste é em duas etapas.....
bj

7:29 AM

 
Blogger MH said...

Firme e forte, beibe, firme e forte! Tudo por uma boa causa...

8:01 AM

 
Anonymous Rodolfo said...

É uma sensação bem esquisita. Você acaba se sentindo parte do filme Frankenstein, fazendo o papel da aberração que cria vida depois de uma descarga elétrica aqui e outra ali. Mas o bom ainda está por vir. Afinal, daqui a uns meses, você pode ganhar um braço novo e uma barriga nova, tudo sem costuras aparentes. Ah, só um pequeno cuidado: não deixe o doutor trocar o seu cérebro. Isso não faz bem.

9:09 AM

 
Anonymous Renata Cintra said...

Bola de boliche... o que a gente não passa para ficar em forma. A pior parte é o medidor de banha.... ninguem merece ser puxada pela barriga e uma pessoa que ainda ganha para te dizer... é, vc tem em torno de 100% de gordura no corpo.... socorro.... boa sorte, mas não desista, lembra da humilhação...

9:35 AM

 
Blogger Cláudia said...

Ai meu deus!!!!
Amanhã é dia do banhômetro, a suprema humilhação dos gordinhos na academia.
Eu sempre fico com medo daquele negócio explodir, tamanha a quantidade de voltinhas que aquele medidor dá.
beijo

9:37 AM

 
Anonymous Aninha said...

Pelo jeito esse ano tem uma galera na mm luta: eliminar os kilos a mais, exterminar as porcentagens de gorduras extras...
Vale td!
Continua pedalando que o tempo tá voando! Janeiro já era... Olha que orgulho: 1 mês de bom comportamento!
Bjinhos

10:28 AM

 
Blogger Gastón said...

Cris, eu tenho inveja de você. Sua magrela!

Tati, pra arrancar mais uns trocados dos trouxas aqui eles dividiram em dois.

Beibe, tô guentando, tô guentando.

Rods, eu só consigo pensar em daqui alguns meses meu chapa. Sangue nos zóio e vamo que vamo.

Clau e Re, agora é o momento de levar os beliscões. Putz, essa é a pior parte... o temível paquímetro.

Aninha, viu só? Já passou um mês :0) E eu tô na linha.

11:31 AM

 
Blogger Smeller said...

Fora que hoje vc deve estar todo dolorido por causa da bike, falaí? o que faz com que o teste de flexibilidade mereça um descontinho :-)
Pol.

1:55 PM

 
Blogger Gastón said...

Pol, sabe que não? Ainda bem que me deixaram treinar umas duas semanas antes da avaliação. Assim o vexame foi menorzinho...

9:15 PM

 
Anonymous Anônimo said...

Ah, Gaston, não se iluda... a grama do vizinho é sempre mais verde!!! Se vc tivesse sido uma adolescente de 1,79 também saberia a dor e a delícia de ser quem eu sou :P
Ainda bem que com o tempo a gente aprender que "reparando bem, todo mundo tem pereba..."
Beijoca,
Cris.

11:18 PM

 
Blogger mc said...

E o médico que fazia meu exame que queria bater papo enquanto eu enroscava a língua na roda????

9:22 AM

 
Anonymous Anônimo said...

Quer dizer que o nome daquilo é paquímetro? Lembra paquiderme.
Argh, infame.
Bjs. Rosana.

11:09 PM

 

Postar um comentário

<< Home

 
web site hit counter