sábado, janeiro 27, 2007

Funiculi, Funiculá.

Um texto bem ilustrativo sobre a minha italianíssima familia por parte de pai.

Gastón


Meu pai sempre disse: “Pizza tem que ser de Muzzarela. Que negócio é esse de botar frango!!! Antigamente a coisa não era assim. Esse negócio não é pizza!”

Durante mais da metade dessa minha curta existência, todo sacro santo sábado comi a tal da Muzzarela na minha casa, a verdadeira, a única, a ilibada, o ícone supremo que deu origem a série. Sempre debaixo do discurso inflamado do patrono da famiglia toda vez que eu, humildemente, sugeria uma pizza mais “contemporânea” para o jantar.

Reconheço que, vez ou outra, havia movimentos de extrema ousadia. Num vacilo ao telefone meu Pai dizia “Er... hum... bem... olha, meia muzzarela e meia calabresa. Ele falava baixinho, com medo que o telefone estivesse grampeado. Mas calabresa podia. É digna. Tem em algum lugar lá na Bíblia.

Eu sempre fui um infiel. Na casa dos meus amigos menos ortodoxos eu me refestelava com Frango com Catupiry, champignon com bacon, presunto com palmito...

Vou dizer que até pizza de picanha eu já experimentei (bem desconfiado). E aprovei.

Mas tolerância tem limite e eu honro o sobrenome que carrego: se por algum motivo que io no voglio nem saber qual é, algum infelicce tacar Ketchup num belo pedaço de pizza na minha frente, aaaah... aí bicho pega, o tortelloni bebe agua e a bracciola torce o rabo. Se for da famíglia é excomunhão na certa. Se for amigo... bom, a gente manda o cretino pedir perdão de joelhos pro pizzaiolo (mas a amizade acaba ali mesmo na pizzaria). Se eu nunca vi mais gordo, vai baixar o Marlon Brando: “Giovanni, apaga”.

O tempo passou lá em casa. Vieram os cunhados, os netinhos e muita coisa mudou. Aceitamos até um corinthiano na família! O número de pizzas aumentou e abriu espaço para a gorgonzola, a alcaparra, o champignon, o catupiry... Até meu pai cedeu à tradição e hoje comete seus pecados sem medo de perder um dedo ou de colocarem uma bomba no seu carro.

E pra completar eu me tornei pizzaiolo de fim de semana. Sim, faço a massa , mantenho o forno com lenha sempre queimando, preparo os ingredientes, sou cheio de técnicas, frescuras, firulas e exigências. Meus cunhados dizem que o sucesso subiu à cabeça, mas alguém tem que manter a integridade das receitas e a Tradição que começou lá com o Sr. Renato que só aceitava pizza de Muzzarela. Se eu deixar eles jogam cebola no meu Shimeiji e põe aliche junto com a calabresa.

Ousadia sim, blasfêmia não. E viva o Palestra.

13 Comments:

Blogger cbaioco said...

Devo confessar aqui, agora, neste blog, que eu não somente coloco catchup na pizza, como também faço uma misturinha de catchup, mostarda e maionese e espalho sobre o pedaço.
AAAHHHHH QUE DELÍCIA!!!
Criada no ridijanêro, filho, e lá a gente come pizza com catchup e mostarda, tá?
Mas prometo que na sua em não coloco nunquinhas, capice?
beijo

8:49 PM

 
Anonymous Aninha said...

Pizza de qq sabor, a qq hora...
Mas sem estas "cobeturas extras"... CREDOO!!!
E vai reservando a data pra colocar a mão na massa... pizzada na praia em breve!! OK???
(pode ser de cottage com rucula, peito de peru e tomate, atum... não quero prejudicar ninguém! rs)

1:12 AM

 
Blogger Gastón said...

Clau, sua assassina de pizza. Vai comer isso lá no ridjanero mesmo. Vai, passa!

Aninha, pizzada de novo só quando meu peso ideal for atingido. Antes disso, nada de mão na massa.

1:41 AM

 
Anonymous Anônimo said...

ahaaaaa ja sei quem eh vc gaston!!!!

pizza com cat-chup hoje at'e que vai, ja que tem muuuita gente que come, agora...tenho um amigo que frita um ovo (mas tem que ser com a gema mole!!) e coloca bem no meio da pizza... ve se pode!!!
beijos
luiza (amiga mc!!!!)

2:08 PM

 
Blogger Cláudia said...

o blog nem é meu pra eu responder aos coments, mas ovo mole em cima da pizza é de revirar o estômago, credo!

3:10 PM

 
Anonymous Anônimo said...

Esses dias eu vi, numa dessas casas pizza-bar-sushi-lounge-dancing, uma pizza de sashimi... ôpa, ôpa! alto lá, né? sashimi e pizza são algumas das melhores coisas da vida. Mas é como viajar para lugares novos e dormir aquela noite de 12 horas de sono... as duas maravilhosas, mas juntas não combinam! :-)
beijão, Pol.

4:48 PM

 
Blogger Tati said...

sempre digo uma coisa, pizza é só em sampa....
comi pizza até em Tóquio, de abacaxi, em uma massa horrenda...
nada como a digna paulistana, que graças a Shiva tem um representante honrado aqui na minha região, a pizzaria Brás.... Ufa, nem tudo está perdido para o interior...

5:38 PM

 
Anonymous Anônimo said...

Ué! tinha aparecido meu comentário!!!!
Pol

7:12 AM

 
Blogger MH said...

Pizza com catchup, maionese, ovo, tudo nojento, pecado capital e crime imperdoável! As pizzas merecem mais respeito!
e as do Beibe, entonces... ainda mais com a companhia, um papo ótimo e um vinhozinho (ou cervejinha), SAUDADES!!!

8:51 AM

 
Blogger Gastón said...

Luiza, você por aqui!! Que bom que mudou pro meu blog novo :0) Pois é, essa é minha nova encarnação. Saudade de receber um comentário seu. Eu publico os melhores do Croquer nos fins de semana, alguns textos vc vai reconhecer.

Clau, ovo mole e ketchup dá no mesmo. è tudo porcaria.

Pol, pizza de sashimi????? Tudo bem vai, eu já vi temaki de brigadeiro...

É isso aí Tati, defende a raça mesmo. Que negócio é esse... e a pizza da Brás é foda de boa.

Beibe, é isso aí. Vc que já provou a minha especialidade gastronômica numero 1 sabe.

9:35 AM

 
Anonymous Anônimo said...

E pizza com pêssego em calda por cima...também tão botando brigadeiro, goiabada, morango...acho que vou sugerir pizza de feijoada, daí já faz um brunch no sábado e simplifica tudo.
E pizza de quindim de sobremesa.
Bjs. Rosana.

1:09 PM

 
Anonymous Renatinha said...

Bom, pizza "diet" eu provei, com massa integral e tudo mais que o regime pode aceitar...
Bjs Re

4:39 PM

 
Blogger Ana said...

Alguem viu o Bluebus hoje, com a nota da pizza com sabor de bife com batatas fritas? Meu estômago revirou qdo li. :P
Bjs

6:16 PM

 

Postar um comentário

<< Home

 
web site hit counter