segunda-feira, dezembro 03, 2007

Cuca fresca

Tem umas coisas que a gente só lembra quando precisa. E, geralmente, essas coisas não podem ser adquiridas instantaneamente. Aí a gente se chama de estúpido.

Gelo, por exemplo. Quem é que lembra de por água na forminha de gelo, me diz?

Estúpido.

Toda vez que eu preciso de gelo não tem. E olha que eu moro sozinho. Na verdade acho que esse é o problema: eu.

Quando você mora com mais alguém, também falta gelo. Mas tem uma pessoa pra por a culpa.

Tudo bem que a Jô é devastadora na geladeira mas ainda não chegou ao ponto comer pedra. Não que eu saiba. Não na minha casa. Só se ela anda pegando minha Vodka, picando o meu gelo, jogando meu suco de manga e mandando ver num Mango-frozen-caipiroska. Será? Tô até vendo ela com um drink de guarda-chuvinha, sentadona no meu sofá, ouvindo Jazz e estalando o dedinho. Pagando de patroa. Não, não, a Jô é crente, não bebe (aleluia né, pelo menos alguma coisa eu salvo nessa casa). É, o problema está comigo mesmo.

E a minha geladeira (vermelha, da Brastemp, mega-pró-fodona) tem aquelas bandejas embutidas, que você gira um breguenaits e o gelo cai num recipiente transparente. Transparente, justamente, pra múmia paralítica aqui ver que acabou e fazer mais.

Tudo bem, não adianta mais nada, mas eu acabo fazendo gelo quando sou obrigado a tomar aquele suco quente. Nessas horas sempre vem um impulso de "vou fazer umas 12 bandejas seguidas e vou ter estoque de gelo por seis meses, só de raiva. Claro que vinte minutos depois a gente esquece e fica só com as duas forminhas de sempre.

Agora, eita forma miserável. Faz umas pedrinhas pequenas de mais. Por isso que acaba logo, tem que colocar umas oito pedrinhas pra fazer algum efeito. Isso fora a água que eu deixo cair no caminho da pia até o freezer (1 metro de distância).

Menos mal que não é aquele gelo de restaurante. Daqueles que o garçom traz um iceberg no seu copo. O cara te serve um copinho de pingado com três paralelepípedos dentro. Tua boca não cabe direito lá dentro ou então o gelo vira todo de uma vez e você baba o guaraná inteiro. Sou campeão de levar banho de guaraná.

Que foi, esse assunto tá chato? Já sei, anda meio na geladeira ultimamente e isso tá te incomodando? Te largaram ali, entre o hambúrguer e um pote de napolitano? Não tem problema não, se tá doendo, bota um gelinho que passa. Se é que você lembrou de fazer né.

15 Comments:

Blogger ANNA said...

Acontece comigo também. Morar sozinho tem dessas coisas. Se a gente não prestar atenção, ninguém avisa a gente que tem que comprar papel higiênico, guardanapo, pasta de dente (são os itens que normalmente acontece comigo). Pior é quando exatamente nessas horas a gente acha um bilhete quase escondido da "Jô" avisando que acabou e tem que comprar. Simultaneamente quando a gente descobre o que está faltando!

10:02 PM

 
Anonymous Aninha said...

Vou tirar 1 foto da máquina de gelo que tem lá na praia! Vc morrerá de inveja... Mas... passa 1 gelinho que passa! hehehehehe

10:27 PM

 
Blogger Fabiana said...

Bem, eu nao bebo agua gelada e nem uso gelo. Logo nao preciso lembrar de nada disso, aqui em casa é agua natural. Isso mesmo quente e do filtro.
Para os machucados de sempre, as pequenas tem 3 bolsas de gelo q ficam lá esperando serem usadas, coisa basica que rola quase todos os dias. Quando nao se machucam sozinhas uma machuca a outra mesmo que sem querer.

Beijo

10:30 PM

 
Anonymous Lunna said...

Viagem para Sampa cancelada.
Espero não ganhar um gelo seu por isso. ;-)
Bj

7:25 AM

 
Blogger Jo-Jo said...

dica básica: gruda este post na porta da sua ultra mega super geladeira. garanto que por um bom tempo vc não vai esquecer do gelo......... rsrsrsrs

9:00 AM

 
Blogger MH said...

Minha geladeira nunca tem nada. Por um tempo tinha uma garrafa de água, mas acabou. Por um tempo tinha gelo, mas acabou. Teve até uma época que nasceram fungos lá dentro…mas morreram de fome.

marcelo henriques

9:42 AM

 
Anonymous Ciça said...

Nos happy hours ou esquenta lá em casa eu sempre avisava: Não esquece do saco de gelo. Ficava aquele sacão no tanque só pra usar algumas pedrinhas, até que eu tive a brilhante idéia de comprar umas 4 forminhas de gelo...Resolvi o problema das minhas amigas q tinham que subir carregando aquele sacão...
Mas o problema da empregada bebendo eu não resolvi. Moro sozinha, não bebo Amarula, mas cada vez que eu olho para garrafa ela desceu um pouquinho. Cheguei a fazer uma marca na garrafa e comprovei que o líquido está sumindo sozinho...Amarula tampada evapora??????
Pelo menos os whiskys, as vodkas, o gin e a tequila estão intactos...O negócio dela é docinho...Será que se eu der uma garrafa de Amarula de Natal ela se toca???

9:51 AM

 
Blogger Gastón said...

Anna, eu vivo tendo esse probleminhas. Distraído que só eu... não dá.

Aninha, até imagino essa máquina. É daquelas que faz aquele gelinho vazado no meio?

Fabi, não sei o que é vida sem gelo. Não consigo tomar nada sem gelo. Nem que seja uma pedrinha.

Lunna, já pra aquele lugarzinho ali entre as almondegas de frango e a pizza sadia.

Jo-Jo, boa idéia essa sua. Pena que a Jo não sabe ler, se não eu podia aproveitar e grudar váááários posts lá.

MH, fungos? Smurfs? Você encontrou Smurfs morando nos cogumelos?

Ciça, Ciça, muita calma nessa hora. Antes de mais nada: não, não dê um amarula de natal pra sua empregada. Ela não se toca, ela vicia. Aí fodeu. Além do que ela sempre vai tomar o seu pra não gastar o dela. Happy Hour? Nem me convida? Tsc, tsc... lamentável.

10:02 AM

 
Anonymous Anônimo said...

Tá tão frio aqui ao lado desses nuggets de legumes...

Eu adoro quando vem muito gelo no copo de um amigo meu do trabalho pq ele bebe fazendo barulhinho. Geralmente é uma fanta laranja e ele segura o copo com as duas mãos. Depois dessa cena eu quase mando ele dar a mão pra titia quando for atravessar a rua.

Fernanda Salgado

1:06 PM

 
Blogger Cláudia said...

Gastón
continue com suas duas forminhas. Se sua geladeira é frost free (e deve ser, já que é fodástica), não adianta colocar um monte, porque o gelo vai evaporando e você fica sem do mesmo jeito.
Encarrega a Jô de toda semana checar as forminhas e completar. Só não esquece de dizer pra ela colocar água do filtro.
beijo

2:04 PM

 
Blogger mc said...

Acho que o volume de itens na geladeira está diretamente relacionado com a intensidade da sua vida profissional e/ou social.

Por exemplo, agora to sussa no trabalho e não to podendo sair, então vou no supermercado toda semana e não fico um dia com forminhas vazias...

3:38 PM

 
Blogger Jo-Jo said...

ahhhhhhhhh, mas se vc grudar "outros" a Jô pode ficar acanhada e parar de te fornecer material para seus posts. Ou PIOR: o sucesso subir à cabeça e ela resolver se dedicar mais para ver se as histórias em que é a personagem principal viram best-sellers........ aí é que tu tá perdido mesmo..... kkkkkkk

4:07 PM

 
Anonymous Mulher Solteira said...

Gasta,

casa de solteiro é assim: as cebolas germinam na geladeira e o gelo tá sempre em falta...

2:06 AM

 
Blogger ANNA said...

Ih... ser casado tb gera esse problema, e eu nem posso por a culpa no marido porque ele não gosta de nada com gelo.
Só eu que tomo tudo com gelo lá em casa! E claro, sempre esqueço de fazer mais...
Beijo
(urb)Anna

2:40 PM

 
Blogger Aline said...

Forma de gelo e garrafa d'água vazia devem ser dos maiores causadores de gente bufando na cozinha irritado com o marido (ou mulher). Isso e garrafa com um dedinho. Um dedinho de coca, um dedinho de leite, um dedinho de suco... Por que não termina de uma vez, caramba. É preguiça de jogar no lixo?

Viu como é bom ser solteiro? Você nunca tem vontade de matar alguém por uma bobagem dessas...

Bjs.

2:30 PM

 

Postar um comentário

<< Home

 
web site hit counter