quinta-feira, janeiro 04, 2007

Considerações póstumas sobre o Natal

Nessa primeira semana de 2007, o tema festas de fim de ano predominou na maioria das mesas de bar, academias de ginástica, escritórios e blogs em geral (pelo menos dos que voltaram de férias como o do Gastonildo aqui).

Para encerrar o assunto e entrar de vez no ano que já nasceu, vou usar esse espaço pra manifestar minha repulsa a um ser calhorda, usurpador de créditos e oportunista de fim de ano.

Você trabalha de sol a sol.

Fica até tarde, vai no fim de semana, se ferra no feriado.

O Ano inteirinho ralando

E você tem uma sobrinha.

E além de tio dela, você é o padrinho.

Coruja.

Coruja, babaca e babão.

Ela é uma criatura doce, bochechuda e linda.

Ela gosta de bonecas como toda menina da idade dela.

Ela tem predileção por Barbies caras que acendem luzinhas e cantam.

Você vai na loja e gasta 100 mangos pra comprar a Barbie sereia luminosa mega power chamberlain advice gold ultra que acabou de sair.

Aí chega a noite de natal, ela ganha e diz assim pra você:


- Olha padrinho, olha o que o Papai Noel me deu.


14 Comments:

Blogger mc said...

o ser calhorda é o papai noel ou a pessoa que deu a boneca?

rânei, escrevendo todo dia hein, uhuuu!!

8:49 AM

 
Blogger Gastón said...

Pô Ranei, colabora né! Eu que compro o presente pra ela e o Papai Noel fica com as glórias? Calhorda é ele e não eu.

8:52 AM

 
Blogger Ana said...

Tb não gosto do Papai Noel. Alias, ainda bem que minha mae nunca me criou com essa ideia...
Beijos

9:22 AM

 
Anonymous Rodolfo Barreto said...

Faz tempo que o Papai Noel não acredita em mim.
Opa, nada não. Foi só um desabafo.

1:26 PM

 
Blogger Cláudia said...

Gastón
por isso que quando Bela era pequena, havia o presente que Papai Noel levava (em pessoa, entregando na mão de cada criança) e os que os demais davam, colocados na árvore, com o nome do doador.
Assim ninguém passava por isso.
Mas no futuro ela cresce (uma pena...) e vai saber que um dos Papais Noel dela era você.

2:57 PM

 
Blogger mc said...

Sorryyyyyyy... to meio lenta hoje.
tinha entendido que outra pessoa tinha dado presente antes de vc. sorry sorry sorry

3:38 PM

 
Anonymous e. said...

sei e-x-a-t-a-m-e-n-t-e como vc se sente... boa parte do meu 13o. está hoje com a mattel... esse tal de papai noel já tá enchendo é o meu saco :) beijo, e.

4:00 PM

 
Blogger MH said...

Esse gorducho, branquelo, barbudo, velho sem-vergonha anda colhendo os louros pelo seu esforço?? Sacripanta!

4:36 PM

 
Blogger Gastón said...

Ana, acho ótimo deixar esse velhote de lado. Ah, onde já se viu...

Rods, vc tem sido um mal rapaz filho. Bebe todo dia, fica saindo com ninfetas... assim não dá.

Clau, mas no futuro ela nem vai mais lembrar. se bem que vou te contar viu, ela acredita no papai noel até a página 3 sabe...

Rânei, perdoada.

e. a Zozo também é uma adepta de barbies fadas, cor de rosas, cantoras, bailarinas, modelos, manequins e atrizes que eu sei. Foda.

Mh, viu só? Humpf. Ainda bem que vc me entende.

5:35 PM

 
Blogger Re said...

Puxa vida... fiquei com inveja da sua sobrinha, esta Barbie é tudo... um dia papai noel ainda me dá uma assim ;)
bjs

6:09 PM

 
Anonymous Mônica Montone said...

Gastón, querido, meu sobrinho- afilhado também achou que a sandália que ele queria do homem-aranha foi dada pelo papai-noel, mas ele estava tão feliz e eu fiquei tão feliz de vê-lo feliz que me senti O PRÓPRIO papai-noel, kkkkkk

beijos, meu bom e um ano de ventos frescos e doces

MM

ps: finalmente tô te linkando [preguiça mata, né? kkk]

www.finaflormonicamontone.blogspot.com

2:25 AM

 
Blogger Tati said...

mas fala sério, a felicidade dela não compensa???? como disse a Monica, vc É o papai noel dela....
beijos

10:41 AM

 
Blogger Gastón said...

Re, se você se comportar direitinho aquele pulha traz pra você.


Monica e Tati, foi ótimo vê-la feliz. Mas o velhinho batuta continua levando o mérito. E daí? Heim, heim, heim? Papai Noel desgr...

9:19 PM

 
Anonymous Anônimo said...

Bom, eu adorei esse post sobre o natal... e fiquei com vontade de contar uma coisa pra vc (e te autorizo a usar como matéria-prima pra um escrito, se vc quiser).
Só no ano que passou eu descobri que o fato de a minha família cantar canções natalinas na noite de natal é considerado excêntrico pelas pessoas. E o pior é que eu descobri isso contando sobre um paquera que me ligou na noite de natal pras minhas amigas. Eu disse assim: "estava lá eu cantando 'pinheirinhos que alegria' quando o meu celular tocou". Olhares de espanto à minha volta. "Peraí, Cris... vc tá brincando ou REALMENTE estava cantando 'pinheirinhos que alegria'???" Ué, eu realmente estava cantando... também cantamos jingle bell, white christmas, amanhã ó criançada e todo o repertório natalino...
Bom, resumindo, uns dias depois uma delas me ligou só pra eu cantar "pinheirinhos que alegria" no telefone para o marido dela.
Chacota do ano... mas eu garanto que o natal sem músicas natalinas perderia 50% da graça.
Beson!
Cris.

12:19 AM

 

Postar um comentário

<< Home

 
web site hit counter