domingo, novembro 12, 2006

Copoterapias


Boteco é lugar de relaxar. E meu deus, tem dia que a gente precisa tanto de um boteco...

Chegar, sentar, pedir um chopp e dar o primeiro gole. Isso tem poderes mágicos.

Mas tem coisa que me estressa no boteco também. Pois é, coisa de paulistano pentelho e exigente. Na verdade, segundo um carioca, grande amigo meu, isso não é coisa de Paulistano, é coisa de quem está em São Paulo. Bastou pisar aqui pra adquirir um certo ISO 9000. Sei lá, deve estar no ar.

O que me deixa doente de raiva num boteco é esse esquema de trocar o seu chopp sem te perguntar. O garçom fica com uma bandeja abarrotada, o seu copo tá metade vazio (copo de chopp nunca tá metade cheio) e ele já vem tirando de lado pra colocar mais um na sua frente.

Cara, isso me tira do sério. Geralmente sou BEM mal educado. Primeiro porque eu não terminei de beber. E não me pergunte quando eu vou terminar, pro meu chopp não tem hora certa. Quando o cara coloca mais um na sua frente, você se vê obrigado a se livrar rapidamente do conteúdo porque se não o seu próximo chopp estará quente e sem colarinho.

- Não amigo, não tá vendo que eu não acabei esse ainda?

- Não querido, nem acabei esse aqui caramba.

- NÃO Grrrrrrrnhrnrhrnrhrn.

- Porra bicho, a hora que eu quiser eu te chamo.

O bom é que a gente não corre o risco de tomar chopp cuspido. Porque comida sabe como é né, reclamou, comeu cuspe. Agora o chopp já vem ali na bandeja e o garçom não sabe pra quem será entregue o próximo.

Uma tática pra evitar encheção de saco é tomar garotinho. Pra quem não vive na manguaça que nem eu e nunca ouviu falar nisso, longe de ser pedofilia, garotinho é um chopp que vem num copo menorzinho, pouco mais da metade de um comum. Costume que veio lá do Rio junto com esses maravilhosos botecos cariocas que a gente importou pra cá. Aliás, ainda bem que foi só esse o garotinho que a gente trouxe...

O garçom não anda com garotinho na bandeja. Aí ele é obrigado a te perguntar:

- Mais um garotinho?

Tá vendo, não dói nada perguntar.

Bom, entre umas e outras, raramente recuso uma boa mesa de bar pra sentar e bater papo com os amigos. Não sou daqueles que acompanham litros e litros do suco de cevada, mas com certeza sou daqueles que digerem facilmente horas e horas de conversa.

Sem stress.

4 Comments:

Blogger Tati said...

Essa é uma das vantagens de se tomar suco....... hahaha
beijos!

9:04 PM

 
Blogger mc said...

boooooa Rânei nunca pensei nessa vantagem do garotinho! brigo com garçom até qdo o copo que ele insiste em trocar não é meu...

2:31 PM

 
Blogger Re said...

Ah! Adoro ter esses problemas.... são os mais gostosos da vida... Eu sofro isso, mas não bebo chopp, fico na caipirinha e os garçons insistem em sempre perguntar: - Mais uma? Mais uma? e agora? Eles devem ganhar por chatice... bjs

4:40 PM

 
Blogger Gastón said...

Tati, mas suco não dá barato.

Rânei, é uma bela tatica. Try baby.

Rê, eu não vivo sem um choppinho de vez em sempre. MAs uma caipirinha vai bem mesmo. Outro dia fui numa festa de formatura e tomei 6.... afe!

9:19 PM

 

Postar um comentário

<< Home

 
web site hit counter