domingo, janeiro 27, 2008

Tudo sobre controle.

Outro sujeito que devia ganhar um prêmio nobel (junto com o inventor do ar-condicionado, o da pizza e o da Stella Artois) é o cara que inventou o controle remoto. Sintoma de velhice, mas tava lembrando quando isso era novidade. Ou quando se vendia TV com ou sem controle remoto. Deixa pra lá.

Eu uso muito o controle porque zapeio alucinadamente. Nós homens zapeamos alucinadamente, é da nossa natureza. O dedão assume uma espécie de personalidade esquizofrênica independente. Sempre pode estar passando algo melhor no canal seguinte, concorda? Mesmo que a gente já tenha passado umas 14 vezes por ele nos últimos 3 minutos. Não sei, é um vício hipnótico, a gente vai mudando, mudando, mudando e aquilo acaba virando um ciclo interminável. Quem mandou nos dar 70 canais? Queremos ver todos. Juntos.

Sabe o que eu fico pensando? Queria ter aqueles lances do Ibope monitorando a minha TV. Eu ia deixar os caras malucos. A audiência ia ser totalmente descontrol.

Fixo mesmo só na hora do futebol. Se bem que a gente muda da Globo pra Bandeirantes pra ouvir comentários diferentes e ainda dá um pulo no SporTV pra ver se tá rolando outro jogo. Tô pensando em comprar o pacote do Brasileirão esse ano. Aí eu vou zapear entre 10 jogos ao mesmo tempo.

Mas aqui em casa eu sou sozinho. Reino absoluto sobre a televisão. Apesar de geminiano convicto, não brigo comigo mesmo pela posse do controle. Dããã.

E também tem controle sobrando aqui. É o da Televisão, da TV a cabo e do DVD. Tem gente que tem reciever, aparelho de som e outras coisinhas mais. Eu heim, administrar 5 controles-remotos pra assistir uma novelinha?

Esses dias notei que a pilha de um dos controles tá acabando.

Pilha é uma coisa que ninguém tem em casa. Então, se acaba, a gente fica vendido. Porque, hoje em dia, as televisões não tem mais nenhum botão e todos os comandos estão lá, no bendito controle remoto. Todo mundo já revirou uma televisão atrás de uma portinha secreta pra encontrar um seletor de canais. Em vão. Custava deixar meia-dúzia de botões lá pra gente ter uma segunda opção?

Mas a pilha vai anunciando seu fim durante muito tempo até acabar de vez. E a gente fica insistindo em dar sobrevida a ela ao invés de comprar uma nova.

Porque?

Ué, óbvio: dar tapa no controle adianta. Esse treco funciona que nem mulher de malandro. Senta a muca nele que ele vai.

Na verdade antes de bater no controle a gente fica apertando os botões com força. Como se o botão fosse funcionar mais quando a gente esmaga ele. Aí não dá certo e você segura firme no botão enquanto estica o braço pra lá e pra cá pra ver se muda de canal. Se depois de tudo isso não funcionou, aí o negócio é descer o braço no infeliz. Mesmo porque você já tá com uma certa raiva. Bate na mão, depois no sofá e por último na perna.

E girar a pilha? Além de gostar de apanhar, pilha cansa de ficar na mesma posição. Eu tô com as pilhas, mesma posição sempre cansa mesmo, o negócio é variar. Abre o controle e dá umas voltinhas nelas. Vale tirar e colocar de novo também. Trocar de lugar uma com a outra é tiro e queda

Agora, você não põe pilha no congelador, põe? Isso é sintoma de pobreza, não faz isso não. Gente que tem meia smirnoff e duas pilhas palito no freezer é que a coisa anda feia.

Bom, eu vou continuar esmurrando meu controle até deixar ele banguela. Aí, quando a pilha der seu último suspiro, eu tiro de alguma outra coisa e ponho nele. É, eu sei que vai ser assim.

E continuarei minha zapeada desenfreada.

23 Comments:

Anonymous Fernanda Salgado said...

É isso aí. Eu, que gosto de viver perigosamente, estou testando o limite da bateria do meu despertador. A luzinha já não acende mais, o som já está mais baixinho, os números estão ficando mais claros... E está cada vez mais próximo o dia que eu vou chegar no trabalho às 11h40 com uma desculpinha esfarrapada.

11:14 PM

 
Blogger Cláudia said...

Gastón
meu ex-marido também tinha esse dedão nervoso.
Mulher também zapeia, mas a gente zapeia mais devagar, parando nos canais pra ver exatamente o que tá passando. Com a net digital, fica mais fácil, porque vem o nome do programa ali, escrito.
Mesmo assim a gente dá uma paradinha pra ver se interessa.
Vocês homens não, vão voando canal afora. Pior é quando nós queremos ver o que tava passando e o tempo de dizer "peraí que eu quero ver o que é isso" já deu pra avançar uns 4 ou 5 canais, e aí o cara não sabe de que canal estamos falando, e nem nós, porque não deu tempo de ver qual era.
Olha, ainda acho que qualquer dia uma mulher vai assassinar o marido alegando insanidade momentânea causada por excessivo zapeamento. E se foi uma juíza casada a decidir, aposto como ela não pega nem serviços comunitários.

Em tempo: comprei trocentas pilhas no centro da cidade, AA, quer uma cartelinha de sobra?
beijo

11:22 PM

 
Anonymous DD said...

Será que é coisa de geminiano? Eu sou exatamente assim: fico esmagando o botão do controle! Preguiça master de comprar pilhas novas! Estou exatamente nesta situação agora! rsrsrsrs
Beijos!

10:06 AM

 
Anonymous Erica said...

Essa últimas três semanas o meu controle da Tv a cabo estava quebrado. Pior é que os malditos demoraram TRÊS semanas pra mandar o novo. Ou seja, eu e meu irmão, toda vez que queriamos mudar de canal, tinhamos que levantar e mudar pelo receiver, imagina quando você quer mudar do canal 87 pro 23? Loucura...
É horrível, pior era quando passava aquele comercial que a gente odeia e o desanimo pra mudar de canal era maior.
O cara que inventou o controle remoto merecia um Nobel e um beijo na boca..rsrs

10:39 AM

 
Anonymous Ciça said...

Nossa, eu fico assim tbm...adoro zapear. É uma coisa completamente incontrolável.
O ruim é q a TV da sala da minha casa tá com um problema onde recebe o sinal do controle e não consigo mudar...tem que ir lá no botãozinho...enche o saco! Já me peguei tentando, em vão, mudar com o cabo da vassoura...hahahaha
Qdo não tô vendo nada fixo (filme) eu vou pro quarto pq lá o controle funciona...hehehe
Beijooo

11:18 AM

 
Blogger Gastón said...

Fe, só não deixa isso acontecer sexta. Porque aí vai rolar um cerão. E vc tem um avião a tomar.

Clau, eu prefiro continuar desafiando as leis da física e da eletrônica em busca de soluções sem pilha. Mas muito obrigado, vizinha.

DD, se é coisa de geminiano eu não sei, mas a gente está empatado nessa. Comprar pilha nem pensar.

Erica, se não me engano, os novos receptores da NET não tem botão de seletor de canal. Agora imagina o seguinte: vc tá zapeando e para naquele canal italiano inútil. Aí seu controle quebra.

Ciça, você não tem TV a cabo, vc tem TV a cabo de vassoura. Imagino a cena.

11:24 AM

 
Blogger mc said...

rânei, é verdade, todo mundo já deu uns tapas no controle. Mas fala sério, Smirnoff é chique. Pobre mesmo seria vodka Natascha, a catuaba dos russos.

1:32 PM

 
Anonymous Tôca said...

Grande Gastón! Cara, casquei o bico desse post! Eu li e me lembrei de todas as vezes que fiz essas coisas com pilha, controle, etc! Sensacional! Grande abraço!

2:25 PM

 
Blogger MH said...

Tenho 5 controles. E não me venha com controle unificado. isso é coisa de mulherzinha. Quero um para a tv, um para o dvd 1, um para o dvd 2, um para as caixas e eu sei que tem um quinto, mas nao sei pra que ele serve. E ai de um deles sumir, eu fico louco, me da desespero. So consigo assistir quando os 5 estao repousando confortavelmente sobre minha barriga.
Em tempo. pra que pilha? Isso é psicologico. Voce falou tudo, uma pancada, uma girada na pilha, ou apertar o botao mais forte faz com que ela funcione para sempre.

2:58 PM

 
Anonymous Aninha said...

Homens...
E quais as chances do canal escolhido ser o mm do programa que a gente queria assistir?????? QUAIS???

3:08 PM

 
Blogger MH said...

ah..fala pro rodolfo que comprei o livro dele.
: )

3:19 PM

 
Blogger Re said...

Pra que colocar a pilha na geladeira?
rsrsrsrs esta não é da minha época.
bjs
Re

3:23 PM

 
Blogger Celeste Garcia said...

Gastón, tem uma coisinha pra tu lá. Melhor tu dar uma bizoiada no meu blog :)
Eu também ficou zapeando, principalmente aos domingos...o pior dia pra ver TV é esse, salvo algumas raras, rarésimas exceções.
Só que eu acho que não zapeio amalucadamente. Vejo primeiro o que tá passando e só depois parto pra outra!
Algo me diz que o controle remoto deve ser um sadomasoquista disfarçado de bugiganga tecnológica +D

5:57 PM

 
Blogger Celeste Garcia said...

Rá, tu já viste?
Que bom que gostou, senhor Gastón ;D

6:00 PM

 
Blogger Gastón said...

Rânei, Smirnoff é chique. Mas uma meia garrafa solitária entre as pilhas é meio deprê, né não?

Tôca, tava sumido rapaz. Pois é cara, todo mundo é igual. Todo mundo enrola com esse negócio de pilha de controle.

MH, vc disse tudo meu amigo: pilha é psicológico. E controle gosta de apanhar. E você pode unir o útil ao agradável batendo num desafeto com o controle. Comprou o livro do Rods? Putz cara, jogou dinheiro fora... rsrsrs. Legal, ele vai ficar contente. Tá avisado.

Aninha, nada de Novela e BBB. Vamos, desliga essa TV.

Rê, nunca viu essa teoria de que pilhas no congelador ressucitam?

Celeste, eu já vi sim :0) Aproveito pra agradecer por aqui também. Controle remoto é uma praga. Aos domingos isso se agrava porque não tem porra nenhuma na TV e a gente insiste em achar um programa pra assistir.

6:12 PM

 
Blogger Celeste Garcia said...

(este é o último porque já tô te metralhando com tantos comentários seguidos +P)

Sobre amores efêmeros? Tá aí, um texto que gostaria de ler. Quando encontrá-lo me avise, Gastón :)!

6:12 PM

 
Blogger Gastón said...

Pois é Celeste, eu postei no meu blog antigo (que não tá mais no ar). Devo ter nos meus arquivos. Se achar eu te mando ou requento ele aqui no Vida Perra. Tem um pouco a ver com o lance todo da Marcia Tiburi. Ou não, sei lá :0P

6:14 PM

 
Anonymous Erica said...

Mas o controle quebrou bem numa hora dessas. Pior é que meu irmao tinha acabado de colocar no SAP, então meus pais nao conseguiram assistir quase nenhum dos progaramas deles na Discovery e canais assim.
E o meu é Sky, pelo menos tem os botoes pra mudar de canal..rs

10:31 AM

 
Blogger MH said...

hahahaha, jogou dinheiro fora foi genial, você é f...(piiiiii)

10:48 AM

 
Blogger ANNA said...

Gasta, com essa confissao de comprar Brasileirao e assistir 10 jogos ao mesmo tempo vc vai continuar solteiro!!!
Eu costumo dizer que a ESPN e SPORTV acabaram com meu casamento! :)

Agora essa historia da pilha eh demais! Faço exatamente a mesma coisa! E revezamento de pilha inter-controles? Tira a do controle do DVD e poe na TV, depois passa para o da TV do quarto, e por ai vai...

beijos

8:36 AM

 
Anonymous Elaine said...

O controle do meu DVD não tem pilha, é bateria. Parece bateria de relógio, só um pouco maior... Quando acaba, é um Deus nos acuda, não dá nem pra fazer revezamento e o desgraçado do aparelho não tem quase botões! Da última vez, comprei várias. Pergunta se sei onde guardei?

Adorei seus textos.
bjs.

3:04 PM

 
Blogger Gastón said...

Erica, ficou a discovery com som em coreano rsrsrs. Controle-remoto universal de backup. Essa é a solução.

MH, lamento mas é a pura verdade. Hehehe, o livro do cara é muito bom. Só essa capa rosinha que é foda, coisa de boiola.

Anna, tô tranquilo porque eu não troco mulher por futebol. Desde que ela não me troque por novela ;0) O revezamento de pilha é a base da sobrevivencia dos controles-remotos. Depois vai usurpando dos radinhos, escova de dente elétrica, etc...

Elaine, chique esse seu controle heim? Chique mas vai contra nossos hábitos né? Nâo liga não, compra um controle remoto universal à pilha e volte para o mundo dos esmurradores.

9:14 AM

 
Anonymous Elaine said...

Ah Gastón, mas nem precisa trocar o do DVD! Tenho vááááários outros pra espancar... Som, TV, receiver da Sky e por aí vai...

3:51 PM

 

Postar um comentário

<< Home

 
web site hit counter