terça-feira, maio 01, 2007

Todo o requinte e sofisticação da empregada doméstica brasileira.

Gente, Jô é uma mulher sofisticada. Pra quem ainda não sabe, a Jô é minha empregada. Pois é, eu sempre tenho que explicar isso. É que vez ou outra ela aparece por aqui e, pra quem é novo, a gente tem que dar uma carta de recomendação. Tem quem fale pra eu mandar ela embora sabe, mas eu não mando não. Afinal de contas, vai que eu arrumo uma empregada boa? Aí não tenho mais do que falar.

Mas hoje eu não tô aqui pra criticar. Na verdade eu nunca critico, eu só faço um relato da realidade. Não, ela não quebrou nada nos últimos meses. Depois que eu convenci meu São Francisco de Assis a ficar maneta mesmo, nada mais se espatifou nas mãos de quiabo da Jô.

Eu venho sentindo de uns tempos pra cá que ela está se tornando uma mulher requintada. Não vejo a Jô quase nunca. É estratégico, a mulher fala mais que cego na chuva, se der trela ela começa contando do Ônibus e só termina depois de dar o histórico familiar todo. Aliás, graças a deus, faz um bom tempo que a gente não se cruza.

A Jô sempre teve vocação pra gente rica. Percebi isso logo no começo quando ela ignorava a pilha de miojo do meu armário pra cozinhar meu Farfalle da Barilla. Ah um Barilla, que macarrão delicioso. Farfalle ou Fuzzili. Tinha pra escolher. Até o dia em que, certo de cozinhar um pouquinho pra mim num almoço de domingo, tive que me contentar com um belo miojão ao notar que as caixinhas azuis não estavam mais na despensa.

Sei que já falei disso. Eu insisto. É recalque mesmo.

O tempo passou e parece que a Jô cansou de macarrão. Comer macarrão toda semana não dá né? Quem que aguenta, me diz?

Lembrando sempre que ela limpa meu apartamento em quatro horas. E faz meia hora de café da manhã e uma hora de almoço.

Comecei a notar que o meu pão integral, meu peito de peru e o meu cream cheese começaram a sofrer sérias baixas. Tentei o golpe da margarina na esperança dela preferir. Pergunta pra ela o que ela prefere...

Aliás, outro dia, sem perceber, comprei Philadelfia sem ser light. Cheguei a comer um pouco e pensei: vou deixar esse que não é light pra Jô. Botei o original bem em cima da geladeira, bem na fuça dela enquanto o light ficava meio muquiado, junto do iogurte.

Tá lá o original, sem um grama a menos. E o meu light com uma cratera no meio. É isso aí Jô, tem que se cuidar mesmo.

Fico imaginando ela na minha casa montando aquele sanduíches iguais a desenho do Pica Pau, sabe? Uns 12 andares com aquela azeitoninha espetada em cima?

Pensei em fazer uma armadilha de "mortandela". Deixar uma "mortandelona" na geladeira pra ver se ela se empanturra daquele trem e deixa minhas coisas pra lá.

Recentemente a Jô anda atacando meu queijo danúbio com goiabada, meu corpus sobremesa de chocolate e meu melão. Melão redinha, aquele que custa 6 paus o quilo. Aquele que um dia a caixa do supermercado olhou pra mim e disse:

- Moço, o senhor vai levar mesmo esse melão de 16 reais? Tá doido moço, melão caro... a gente até pergunta né.

Pois é. É que o tal é sempre doce e dura um bocado na minha geladeira. Agora menos porque eu tenho uma sócia pra repartir as fatias.

Se tiver uma lata de coca light a Jô também não dispensa. Aliás, meu suco DelValle tem agradado aos mais exigentes paladares.

Não sei, mas se eu tô magrinho, ela deve estar uma caveira. Na casa do Rodolfo ela fica a pão e água. E aqui ela só come coisa light.

Com tanta sofisticação assim, qualquer dia eu abro a Caras no consultório médico e vejo uma foto dela no meu sofá, comendo o meu melão redinha com o meu peito de peru defumado e o meu Philadelfia light dizendo assim: "Depois que trabalhei no Seu Gastón, fiquei até amiga de Regina Duarte".

33 Comments:

Blogger MH said...

ahahaha, chique e seletiva!!

Daqui a pouco ela vai deixar a lista de compras: cândida, veja desengordurante, omo multi-ação, easy off bang!, pão integral light, queijo cottage...

10:45 PM

 
Anonymous Anônimo said...

Gastón,

eu admiro a sua serenidade e licença poética para lidar com esses arroubos da Jô. Aqui em casa a minha Josi me tira do sério. É bem o que você diz... às vezes o que ela come na minha geladeira é mais caro do que eu pago pra ela limpar o meu apartamento.

Só mesmo praticando o desapego ou encarando como redistribuição de renda...

beijão,

Cris.

10:55 PM

 
Anonymous Aninha said...

hahahaha... O cream cheese tb faz sucesso aqui em casa! O pão integral light, leitinho desnatado...
A moça daqui deve estar BEM mais disciplinada que eu!
Mas como hj "é segunda feira", a vida voltou ao normal... e os lights da geladeira, produtos altamente importantes! Tiramãodesseiogurtequeémeu!!!!!!!

9:27 AM

 
Blogger Juliana Mattoni said...

hhahahhahhah
Lendo isso passei a agradecer à Fada que arruma a minha casa: é o seguinte, eu moro num apart-hotel, e a moça que arruma minha casa 3 x por semana eu nem sei quem é só sei que quando volto do trabalho tudo está magicamente arrumado, por isso a chamo de Fada. Ela não come meu Philadelphia, não se comunica e nem tem rosto...

11:10 AM

 
Anonymous Re said...

Adoro a Jô.... chique demais.
Ainda bem que ela não trabalha na minha casa, senão ela ia morrer de fome, só tenho miojo! bjs Re

1:04 PM

 
Blogger Tati said...

putz, que coisa, hein? Nesse ponto eu ia ser meio chata, detesto guardar AQUELE pedaço de bolo fenomenal, que trouxe para comer à noite, e não o achar na geladeira!!!!
mas enfim, é assim mesmo...
Beijos

1:37 PM

 
Blogger mc said...

Ai, que inferno isso. Até acho q vc está levando numa boa. Mas não tem muito o que fazer né... só que odeio a regina duarte, não dá pra ela ser fã de outra chatinha global?

1:49 PM

 
Blogger mc said...

Ai, que inferno isso. Até acho q vc está levando numa boa. Mas não tem muito o que fazer né... só que odeio a regina duarte, não dá pra ela ser fã de outra chatinha global?

1:49 PM

 
Anonymous vivi said...

Esta Jô sim que sabe escolher onde trabalhar.
Trabalha pouco; ganha bem; alimenta-se rigorosamente bem, sem engordar e sem deixar se suprir a tabela diária de vitaminas...
Diria que Senhora Jô é minha atual 'ídala'...
Beijos,

2:12 PM

 
Anonymous vivi said...

PS: Será que a Dona Jô não está precisando de uma advogada/empresária?

2:13 PM

 
Anonymous Anônimo said...

Faz um tempão que não tem post da ______Jô_______ (lacunas para preencher), acho que o sacrifício do melão redinha não está compensando...Apenas como sugestão, põe cadeado na parte Barilla da despensa e compra melão no dia seguinte ao dela faxinar!
Tô com raiva dela, tenho pavor de gente espaçosa.
Bjs. Rosana.

2:28 PM

 
Anonymous Fernanda Salgado said...

Po! Cheio de coisa boa pra comer na tua casa, hein! A Jo tá lá hoje? Ela deixaria eu entrar pra dividir o macarrão? Faço um molho de tomate boooom!

Sorte sua que não li esse post antes do almoço.

Beijos

3:08 PM

 
Blogger Gastón said...

Beibe, se ela soubesse escrever...

Cris, faz parte. Se ela fosse todo dia o bicho ia pegar. Mas uma vez por semana... a gente desencana.

É Aninha, a jô vai ganhar parabéns da Cynthia, vc não.

Pô Ju, isso é quase que nem casa da mãe, onde tudo tem poderes mágicos e coisas vão sozinhas pras gavetas.

Rê, miojo ela tá fora. É comida sem glamour.

Tati, outro dia fui tomar café da manhã e tinha acabado o melão, o pão e o peito de peru. Foda.

Rânei, a Regina Duarte é o fim. Por isso mesmo que é amiga da Jô.

Vivi, a mulher virou madame. Ela precisa de advogada sim, vou processar aquela draga.

Ro, calma. Faz parte do jogo. Ela come mas pelo menos não é mão leve.

Fernandinha, molho de macarrão é? Você sabe fazer faxina?

3:21 PM

 
Anonymous Rodolfo said...

Cacete, foi bom você ter lembrado. Tenho que comprar cândida, amaciante e Omo hoje, sem falta. É o que a Jô adora beber lá em casa.

3:44 PM

 
Blogger anna O. said...

a jô é a demonstração exemplar da eficácia de murphy no dia-a-dia. claro que ela não vai comer miojo, nem mesmo philadelfia normal. ela vai no light, o único que vc pode comer, meu caro watson.

4:23 PM

 
Blogger Rubina said...

Chego à conclusão que você se trata bem em Gastón??? lol, um dia destes bato no seu apartamento para almoçar com a Jo :)

7:38 PM

 
Anonymous Anônimo said...

Gastonildo,
concordo com a rubina - quero ver se vc começa a colocar umas joelhadas de porco o que acontece...
beijos, Pol/Jô

8:28 PM

 
Anonymous Nana said...

Credo, você come corpus de chocolate? Caraca, entre comer aquilo ou ficar sem sobremesa, mil vezes a segunda opção!

2:36 PM

 
Blogger Ana Téjo said...

O meu caso é oposto ao seu.
A sílfide que trabalha lá em casa entrou quase 12 anos atrás, usando manequim 38. Hoje, usa manequim 46. É uma baixa de 12 litros de leite integral, 2 dúzias de ovos e quase 5 quilos de arroz por semana. Pão de fôrma, ela come um pacote por dia, como no desenho do Pica-pau.
Tá bom assim pra você? Acho que vou mandar ela pra sua casa, fazer uma dietazinha.

4:48 PM

 
Blogger Gastón said...

ROds, não esquece de deixar um gelo no freezer. A Jo não toma amaciante cowboy.

Anna, sim Jo é a personificação de Murphy. Ela inclusive só não escreveu as leis de Jô porque não sabe escrever.

Rubina, eu me trato muitíssimo bem :0) Está convidadíssima quando vier para essas bandas abaixo do equador.

Pol, vou fazer o teste da mortadela. Vou botar uns risoles e uns cocrete tb.

Nana, pera um pouco: vc está falando do Corpus Sobremesa, aquele que vem no potinho igual ao danete nos deliciosos sabores chocolate ou brigadeiro?

Ana, e ainda deve por a culpa no troglodita do seu filho né?

9:07 PM

 
Anonymous Patri said...

Leo, excelente o post hehehe bateu até uma fominha.. a Jô deve preparar sanduíches ótimos!
beijo

2:56 PM

 
Anonymous Anônimo said...

oi so aluno da jeca (tati) achei legal o post da jo ja li uns 4 ppost dela oque eu achei mais legal foi a de mãos de quiabo.
mais uma coisa vou na sua casa pa imagreser.

hehehehe

giovani

10:08 AM

 
Anonymous Anônimo said...

oi... sou aluna da jeca urbana... nossa coitado de você com essa faxineira néh?? eu já paseei por isso também, minha faxineira exigia frutas e alface para comer poruqe estava de regime....

10:11 AM

 
Blogger Ana Carolina said...

Oi, venho a um tempo lendo o seu blog e acompanho a maioria deles.
Sua empregada é mto metidinha gnt vja se ela tá de regime e o melhor vja se está dando certo!!!

Aluna da Jeca.

10:11 AM

 
Anonymous Anônimo said...

Ta fazendo regiminho.
oh empregada folgada,vá comer na casa dela.


neto e geovanni.

10:12 AM

 
Anonymous Anônimo said...

*Carol Passos*


Nossa que empregada comilona, come tudo que tem na sua geladeira, hein?
Continue com suas armadilhas, quem sabe ela para de destruir as suas comidas e bebidas light.

até +

10:13 AM

 
Anonymous Anônimo said...

yuri

O empregada folgada heim não sei como você não mandou ela embora ainda.
Come tudo da sua geladeira.
Mas fiquei com mais dó ainda quando ela quebrou o seu barbeador copos,ets.
Boa dieta.

10:20 AM

 
Blogger Gastón said...

PAtri, baixa lá em casa de sexta feira. Mas vai cedo porque a mulher acaba com tudo ;0)

Fala Giovani. Que bom que vc curte os textos sobre a Jô. Esse das mãos de quiabo também é meu predileto.

Oi Aluno da Jeca Anônimo, como assim exigia frutas e alface? hahahaha, que folgada.

Oi Ana Carolina. Minha empregada é comiliona mas até que limpa a casa direitinho. Legal que vem sempre aqui me ler. Fico contente em saber :0)

Neto e Geovani, olha meus amigos ela é folgada mesmo. Mas sabe como é né, tem certas coisas que a gente tem mesmo que deixar pra lá.

Carol, de boba ela só tem a cara. Minhas armadilhas nunca dão certo...

Yuri, eu não me importo dela comer agora quando ela quebra as coisas eu fico louco da vida. Tô firme e forte na dieta. Obrigado ;0)

9:36 AM

 
Anonymous Anônimo said...

uma coisa que eu odeio é contar comida!
se só te dinheiro pra comer melão caro contado, entao cai na real e compra o mais barato!
queria ver se fosse na sua casa a tal amiguinha regina duarte 1 vez por semana tomar o chá das 5 vc ia oferecer miojo! segregação social até na comida é coisa de gente mto egoista ... geralmente quem mora sozinha! acho q faz parte da evolução ter a jô na sua vida!

6:34 PM

 
Blogger Gastón said...

Oi Anônimo, com tantas criticas seria bom que você ao menos se identificasse.

E só para constar, esse blog é, essencialmente, de humor. A gente brinca com as coisas e com as situações. Pra isso, exagero, invento, aumento e distorço histórias. Você por acaso sabe se a Jô existe? E se ela não existe e for apenas fruto da minha imaginação? E se eu odeio melão? E se inseri isso na estória apenas porque acho absurdo pagar 15 reais numa fruta?

Da próxima vez identifique-se. E venha com a mente e o sorriso mais aberto.

6:49 PM

 
Anonymous Mari said...

Não acho um absurdo pagar caro por uma fruta. Pago pela qualidade. O melão da redinha é o melhor que tem! Antes pagar caro mas ter a certeza de que vamos comer a fruta inteira do que comprar um melão barato e ter que jogar no lixo por que não tem gosto e parece água!!!

2:41 PM

 
Anonymous Anônimo said...

Em casa também é assim, ela come tudo escondido e depois ou ela fala:"Gostei, bonzinho viu, pode comprar mais." ou fala "Compra mais para você, é tão gostoso..." Para mim? Só para aquela barriga enorme, não come no almoço porque fala que ta de regime e depois fica comendo tudo e pede pra comprar mais... Ela é meio folgada, ja perceberam, né?

5:44 PM

 
Anonymous Anônimo said...

Pois é se um empregado do McDonalds sair comendo tudo pela frente é demitido, mas na casa dos outros isso é discriminação. Querem ser tratadas como profissionais...primeiro passo é respeitar as regras da organização.A gente as vezes briga com um irmão pq comeu seu bolo e não pode falar nada para elas. Me poupe.

5:31 PM

 

Postar um comentário

<< Home

 
web site hit counter